Portal da Cidade Rio Claro

Esalq

Modelo inovador traz desafios reais para estudantes de Engenharia Agronômica

Companhia Suzano de Celulose e Papel busca identificar talentos e oferece prêmios e bolsas aos melhores times e alunos de disciplina de graduação.

Publicado em 17/05/2022 às 10:46
Atualizado em

(Foto: Divulgação Esalq/Gerhard Waller)

A disciplina Recursos Florestais em Propriedades Agrícolas é oferecida para alunos do 3º e 4º ano do curso de Engenharia Agronômica da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP).

Coordenada pelo professor Weber Antônio Neves do Amaral, do departamento de Ciências Florestais, oferece a oportunidade para que os estudantes conheçam alguns dos principais problemas enfrentados pelo setor florestal. A partir desse semestre, uma parceria com a Companhia Suzano de Celulose e Papel traz realidade para este desafio. “Esse modelo inovador de parceria possibilitará o engajamento dos futuros engenheiros agrônomos em problemas reais que possuem interface entre agricultura e floresta”, aponta o docente. O projeto foi lançado nos dias 12 e 13 de maio, no Anfiteatro do departamento de Ciências Florestais, com a presença de representantes da empresa, da Diretoria da Esalq e do departamento.

O engenheiro Cesar Bonine, gerente executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Suzano, falou aos estudantes e destacou o pioneirismo da companhia de se aproximar da academia. “A intenção é mostrar aos estudantes o que temos feito, os desafios que temos enfrentado afim de engajá-los e para encontrar soluções para nossas demandas, auxiliando-os a adotarem uma visão de empreendedores”. De acordo com o executivo, o contato com futuros agrônomos poderá ainda identificar novos talentos para a empresa. “Essa parceria permite mostrar a estes futuros talentos como seria trabalhar em uma grande empresa de papel e celulose e identificá-los para participarem dos nossos programas de estágio, trainee ou mesmo dos nossos processos de contratação.

Na prática, os estudantes terão contato com demandas do setor e poderão propor soluções aplicadas em desafios definidos em três pilares. “Trabalharemos temas relacionados à valorização de produtos madeireiros, prontidão tecnológica e aos sistemas de Integração Lavoura Pecuária Floresta”, explica Weber do Amaral.

O Presidente do Conselho Deliberativo da EsalqTec, professor Felipe Pilau, destacou a iniciativa que une uma das principais empresas do setor de celulose e papel com uma das melhores universidades do mundo em Ciências Agrárias. “Ações que valorizem a inovação e o empreendedorismo precisam ser cada vez mais fomentadas na USP, ainda mais neste caso, que permite vivenciar um ambiente de inovação já em uma disciplina de graduação. Com certeza esse será o diferencial na formação desses estudantes”.

Premiação – Como estímulo na busca por soluções aos desafios, a empresa oferecerá uma premiação aos melhores times, além de contemplar os dois melhores alunos da disciplina com uma bolsa de iniciação científica de 12 meses. “O resultado da premiação poderá se configurar em uma trilha para contratação. Tudo isso deverá ser convertido em ações supranuais da Suzano, demonstrando um compromisso de longo prazo desta empresa com a formação de talentos e com a inovação. Também significa mudança do mindset para trazermos de fato o tema de empreendedorismo e inovação para dentro da graduação e a criação de um prêmio de inovação a partir desta iniciativa”, finaliza Weber do Amaral.

Fonte:

Receba as notícias de Rio Claro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário