Portal da Cidade Rio Claro

VOTO IMPRESSO

Rio Claro terá manifestação pelo voto impresso auditável no domingo

Direita Rio Claro e Nas Ruas organizam a manifestação

Postado em 29/07/2021 às 05:39 |

Macha da Família Cristã pela Liberdade, no Aeroclube, em 11/04/2021. (Foto: Bianca Zanatta/Portal da Cidade)

De acordo com o líder do Direita Rio Claro, Victor Roque, a principal pauta desse movimento é reivindicar a possibilidade do voto auditável nas eleições brasileiras.


A deputada Bia Kicis (PSL-DF), presidente da CCJ da Câmara e autora da PEC 135/19, compartilhou um vídeo nas redes sociais em que convoca os brasileiros a lutarem pela aprovação da proposta.

+ Entenda a polêmica em torno da PEC do voto impresso

Ainda de acordo com o líder do movimento, esta manifestação ocorrerá na cidade de Rio Claro, às 10h, concentrada no Aeroclube, no próximo domingo (1).

Victor Roque, líder do movimento Direita Rio Claro

Convite à população

O Movimento Direita Rio Claro juntamente com o Nas Ruas, convoca a todos que concordam com o voto impresso auditável, a marcarem presença na carreata. Não queremos mais ser enganados pelas urnas [...] não faz o menor sentido não haver auditoria nos votos, e só quem é a favor de fraude está contra essa medida, portanto estaremos nas ruas reivindicando nosso direito.

Victor Roque, líder do movimento Direita Rio Claro

Além do Direita Rio Claro, participam também desse evento o Nas Ruas. Todos defendem o voto impresso e apoiam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que já deu vários depoimentos em prol dessa bandeira.


O argumento é que o sistema continuaria com a urna eletrônica mas que teria a impressão de cada voto que seria colocado numa urna e ficaria à disposição para possíveis questionamentos e auditorias.

Pela legislação eleitoral brasileira, a proposta do voto impresso precisa ser aprovada e sancionada um ano antes da eleição para ter validade, ou seja, para a próxima eleição presidencial de 2022 ter o voto impresso, o projeto precisa ser aprovado até outubro de 2021.

‘Fraude’

O presidente Bolsonaro é favorável ao voto auditável afirmando que há fraudes na urna eletrônica. Inclusive prometeu apresentar nesta semana, fraudes na vitória de Dilma Rousseff (PT) contra Aécio Neves (PSDB). Ele também já disse em conversas com apoiadores sobre a necessidade da mudança para o pleito de 2022.

“Se não tiver [voto auditável], vão ter problemas no ano que vem. Estou me antecipando a problemas para ter certeza de que em quem eu votar pode ser eleito. Do jeito que está aí, a fraude está escancarada”, disse em uma oportunidade.

A urna é segura?

O TSE realizou a série Fato ou Boato para esclarecer notícias sobre o tema. “A urna eletrônica já possibilita a auditoria da totalização. Ao término da votação, o equipamento imprime o Boletim de Urna (BU), um relatório detalhado com todos os votos digitados no aparelho”.

“Esse documento é colado na porta da seção eleitoral para conferência dos eleitores, que podem comparar o BU apurado de forma eletrônica e divulgado no site do TSE”, informou.

Assista ao vídeo sobre o assunto no canal do TSE.


Fonte:

Receba as notícias de Rio Claro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias