Portal da Cidade Rio Claro

DAAE

Daae orienta sobre decreto que multa por desperdício de água

Principal objetivo é conscientizar sobre o uso sem desperdício da água. Lavar calçadas está entre as ações que estão sendo fiscalizadas.

Postado em 24/09/2021 às 16:28 |

A validade do decreto se estende até o feriado do dia 15 de novembro. (Foto: Prefeitura de Rio Claro)

Desde a última sexta-feira (17) o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto) de Rio Claro está notificando e multando quem é flagrado desperdiçando água.

+ Daae vai multar quem desperdiçar água

Ficou estabelecida a proibição do uso de água tratada para lavagens de calçadas, passeios públicos, quintais, imóveis e veículos, tanto no âmbito residencial como comercial (exceto nos estabelecimentos onde esta seja sua atividade econômica, como lava-rápidos e postos de gasolina, desde que tenham equipamentos adequados que reduzam o volume de água). Também não é permitida a irrigação de jardins e uso em piscinas.

Osmar da Silva Junior, superintendente do Daae

Explicação

O principal objetivo desse decreto não é autuar, multar ou arrecadar, mas sim, conscientizar a população, tanto que primeiro é feita uma notificação, no intuito de orientar e, somente em caso de reincidência, é aplicada a multa prevista no decreto.

Osmar da Silva Junior, superintendente do Daae

Esta medida está sendo adotada em diversas cidades do país com estado crítico de fornecimento de água. Em Rio Claro, a ação é necessária pelo baixo nível dos mananciais devido à estiagem, considerada por especialistas, como a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com chuvas muito abaixo da média histórica.

De acordo com o monitoramento diário feito pelo Daae, o Ribeirão Claro, que abastece 40% da cidade e fornece água para a estação de tratamento do bairro Cidade Nova, está atualmente com 25% do seu volume total. Já o rio Corumbataí, que abastece 60% da cidade, está com 45% da sua capacidade total – a suas águas são captadas na estação de tratamento que fica na estrada para o distrito de Ajapi.

"Essa situação exige ações imediatas. Contamos com a colaboração de todos na utilização da água tratada somente para fins prioritários, como higiene, saúde e alimentação", reitera Silva Junior.

Siga o Portal da Cidade Rio Claro no Instagram

Ao verificar o uso inadequado ou o desperdício de água tratada, fiscais estão autorizados a advertir o munícipe mediante notificação escrita. Constatada reincidência, será aplicada ao infrator multa no valor de 50 unidades fiscais do município (UFM), equivalente a R$ 180,73, que será cobrado na fatura de água e esgoto do mês vigente.

"Exemplo de uso inadequado é lavar a calçada com mangueira. Se for observado que está sendo usada outra forma, como balde ou água de reuso da máquina de lavar, obviamente que vai haver o entendimento. A instrução é verificar se está sendo feito o uso inadequado da água e orientar", ressalta o superintendente da autarquia.


Leia também

Animais adotados no canil municipal recebem microchip


Apenas um minuto com a mangueira aberta consome 18 litros, ou seja, em 15 minutos, são desperdiçados cerca de 270 litros de água. Nesse tipo de situação, a orientação é para que as limpezas sejam feitas apenas com vassouras, para evitar desperdícios.

Munícipes também podem denunciar, de forma anônima, desperdício de água pelo telefone 153, da Guarda Municipal, e na Central de Atendimento do Daae, pelo telefone 0800-505-5200, que atende 24 horas, todos os dias da semana e recebe chamadas de telefones fixos e celulares.

"É momento de Rio Claro se unir e pensar no coletivo para passarmos por este difícil momento sem precisar fazer racionamento. E para isso, é fundamental fazer o uso consciente da água, sem desperdícios", alerta o superintendente do Daae.

A validade do decreto se estende até o feriado do dia 15 de novembro, porém, poderá ser prorrogado pelo mesmo prazo de 60 dias caso a situação ainda esteja crítica.

Fonte:

Receba as notícias de Rio Claro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias